Jantar indigesto

O-Jantar-Herman-KochO sucesso alcançado pelo escritor holandês Herman Koch com O JANTAR é mais do que merecido. Desde seu lançamento em 2009 o livro vendeu mais de 1 milhão de exemplares (só na Europa), foi publicado em 33 idiomas, virou peça de teatro, e em breve será adaptado para o cinema com direção da atriz Cate Blanchett, que estará pela primeira vez do outro lado das câmeras.

O tema central do livro lembra a peça de teatro de Yasmina Reza Deus da Carnificina* – onde dois casais se encontram para conversar de forma civilizada sobre uma bobagem que os respectivos filhos fizeram – mas as semelhanças terminam aí.

Dois garotos de quinze anos cometeram um ato bárbaro e covarde. O crime foi registrado por uma câmera de segurança, mas a identidade dos agressores não ficou clara. No entanto ao verem as imagens transmitidas em cadeia nacional, os pais dos rapazes reconhecem os próprios filhos.

Um encontro é marcado para decidirem o que fazer diante da terrível revelação. O lugar não poderia ser mais inadequado – um restaurante de moda, onde o maître interrompe a conversa para falar sobre a procedência de cada ingrediente, e como foram preparados os pratos escolhidos.

Os pais dos adolescentes são irmãos, mas esse laço de sangue em vez de gerar uma cumplicidade fraternal esconde conflitos, até então, convenientemente disfarçados sob o manto das relações socialmente corretas. Enquanto o mais velho é um político de prestígio, o outro é um professor de ensino médio de licença por estar com problemas de saúde.

À medida em que transcorre o jantar fica mais distante a possibilidade de uma solução conjunta que agrade às duas famílias. A um debate acalorado, com pontos de vistas opostos, seguem-se decisões que levarão a um surpreendente e sinistro desenlace da trama.

Quando terminei de ler este suspense psicológico (difícil de largar) lembrei-me da frase atribuída a Maquiavel “aos amigos os favores, aos inimigos a lei”.

* A peça de teatro foi adaptada para o cinema em 2011, e o filme dirigido por Roman Polanski

  • O jantar

Herman Koch

Editora Intrínseca

R$ 29,90

E-Book R$ 19,90

6 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Claudia Siqueira
    mar 11, 2014 @ 08:33:46

    Uau!!!! O filme tb se chama O Jantar? Bj

    Enviado via iPhone

    >

    Responder

  2. fagulhadeideias
    mar 11, 2014 @ 09:26:03

    Acredito que as filmagens ainda não começaram. Quando for lançado no Brasil deve ganhar um novo nome por causa do filme “O jantar” (1998) dirigido por Ettore Scola.
    Beijo

    Responder

  3. Joao Em Decomposição
    mar 11, 2014 @ 11:28:29

    Você sempre fuçando estórias inusitadas, que nos tiram do lugar comum, hein Paula? Me deixou curioso…

    Responder

  4. fagulhadeideias
    mar 11, 2014 @ 14:08:57

    João,
    Se pudesse escolher uma profissão seria Leitora é o que amo fazer!

    Responder

  5. Iara
    mar 13, 2014 @ 07:30:07

    Entrou pra minha lista de livros que quero ler!!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: