Quando a linha reta é curva

Uma-dobra-no-tempo

Por vezes, a escolha do próximo livro que pretendo ler não é muito óbvia. Chego até ele por caminhos um tanto ou quanto sinuosos. Não ficou claro? Explico melhor.

Apesar de não ser o meu gênero favorito, recentemente encomendei um livro de ficção científica: Uma Dobra no Tempo. Em 1963, ele ganhou o prêmio Newbery dedicado à literatura infanto-juvenil.

Tudo começou quando li O acerto de contas de uma mãe e deparei com uma citação de C.S. Lewis: “Ninguém me disse que o luto se parecia tanto com o medo.”

Essa frase me impactou. Com ela o escritor e teólogo inglês – mais conhecido por escrever As Crônicas de Nárnia – dá início ao livro A anatomia de uma dor: um luto em observação.

No momento o livro está esgotado, mas o encontrei no site Estante Virtual.

Não foi uma leitura fácil. Sem qualquer pudor, o autor expõe todo o seu sofrimento após o falecimento de sua mulher e como sua fé religiosa foi posta à prova.

O prefácio do livro é de Madeleine L’Engle, uma escritora americana que não conhecia e que é a autora de Uma Dobra no Tempo publicado no Brasil pela editora Rocco.

Com uma pilha de livros por começar, talvez não lhe desse muita importância se não tivesse lido uma notinha de rodapé no jornal, dizendo que Ava DuVernay, diretora do filme Selma, e a apresentadora Oprah Winfrey pretendem adaptá-lo para o cinema. Sou fã de Oprah Winfrey por estar sempre incentivando e divulgando novos livros e autores. Se ela se interessou é porque a história deve ser muito boa e continuar atual.

E foi assim que o desabafo de uma mãe me levou até ao luto de um marido apaixonado que, por sua vez, me apresentou a Uma Dobra no Tempo, onde: “Uma linha reta não é a distância mais curta entre dois pontos.”

As minhas leituras também não seguem em linha reta, elas se desdobram em curvas.

 

  • Uma Dobra no Tempo

Madeleine L’Engle

Editora Rocco

R$ 37,00

 

A lista de desejos – parte 1

QueriaVerVoceFeliz (243x349)O meu aniversário se aproxima, o Natal chega logo depois, e a lista dos livros que gostaria de ganhar de presente está pronta!

Como ainda estamos no início de novembro, com certeza, ela será acrescida de muitos outros “Quero ler!”

Até o presente momento são estes os meus desejos:

Queria ver você feliz – Adriana Falcão – Intrínseca       (escritora brasileira)

No livro, a autora fala do relacionamento amoroso e tumultuado de seus pais. Conhecendo os trabalhos ficcionais de Adriana tenho certeza que o tema será tratado de maneira delicada e inteligente.

A 25ª hora

 

A 25ª hora – Virgil Gheorghiu – Intrínseca       (escritor romeno)

Faz muito tempo que li este livro. Apesar de não recordar bem da história, lembro que na época sua leitura me marcou bastante. Chegou a hora de conferir se o impacto continua o mesmo.

meio-sol-amarelo

 

 

Meio Sol amarelo – Chimamanda Ngozi Adichie – Companhia das Letras       (escritora nigeriana)

No momento leio um livro desta jovem autora e estou gostando muito! Pretendo conhecer toda a sua obra.

 

 

A casa do califa: um ano em Casablanca – Tahir Shah – Roça Nova Editora       (escritor inglês de origem afegã)

Estive com o livro nas mãos há uns quatro anos. Recentemente li uma matéria da jornalista Cora Ronái recomendando-o vivamente. As suas indicações costumam ser ótimas, vou conferir.

A_CASA_DO_CALIFA

 

 

o-que-eu-sei-de-verdade

 

 

 

 

O que eu sei de verdade – Oprah Winfrey – Sextante       (escritora norte-americana)

Sou tão fã de Oprah que fiz uma assinatura de sua revista. Essa mulher transmite otimismo, perseverança, e suas crônicas são inspiradoras.

 

A casa redonda – Louise Erdrich – Alfaguara       (escritora norte-americana)

Este já chega como vencedor do prestigiado prêmio literário norte-americano National Book Awards de 2013 na categoria ficção. Pelas resenhas que li trata-se de um livro “que fala de sentimentos poderosos e lança nova luz sobre a maneira como a maturidade pode alterar a relação entre pais e filhos” tem tudo para me agradar.

A casa redonda

 

Semana que vem tem mais!

%d blogueiros gostam disto: