O 11º Mandamento

Se você não se assusta com o número de páginas de um livro e tiver sangue frio para atravessar o relato do nascimento dos gêmeos protagonistas de 11º Mandamento”, tenho certeza que vai mergulhar de cabeça neste romance.

O livro conta a história dos ”gêmeos Marion e Shiva, nascidos em 1954 num hospital de Adis Abeba, filhos da união trágica entre um cirurgião inglês e uma jovem freira indiana. Com a morte da mãe no parto e o desaparecimento do pai, os meninos são criados por um casal de médicos missionários. Crescem unidos e interessados em medicina, numa Etiópia marcada pela turbulência política. Mas é o amor de Marion por uma mulher, muito mais do que a política, que vai separar de vez o destino dos dois irmãos. E é a medicina que vai uni-los quilômetros e anos depois, quando Marion terá de confiar sua vida aos dois homens de quem mais desconfiava: o pai, que o abandonou, e o irmão, que o traiu”.

O autor, Abraham Verghese, é filho de pais indianos, e assim como os protagonistas do livro, nasceu em Adis Abeba. Como Marion também se mudou para os EUA, onde estudou Medicina.

Talvez seja essa a razão pela qual as impressionantes mazelas descritas no livro, sejam feitas de forma tão minuciosa e real, tornando-se às vezes um tanto ou quanto aflitivas para nós leitores-leigos. No entanto esses relatos não chegam a atrapalhar a leitura do livro, muito pelo contrário. Instrutivos, eles são fundamentais para compreender e apreciar o desenvolvimento dos personagens e da história narrada.

Sem estragar o prazer da leitura, posso revelar que o 11º mandamento é “Não operarás um paciente no dia de sua morte”.

%d blogueiros gostam disto: