Olho ao redor e só vejo histórias

Breve-historia-de-um-pequenoAqueles que acompanham o blog já devem ter percebido o quanto sou apaixonada por literatura infanto-juvenil. Podem então  imaginar como fiquei feliz  ao saber que o vencedor do  prêmio  Jabuti de 2014 fora Breve história de um pequeno amor de Marina Colasanti, que já ganhara o 1º lugar na categoria infantil.

Compartilho com a autora a opinião de que se um livro não encanta um adulto não tem como agradar uma criança. Há que se tratar o pequeno leitor com respeito, estimular sua sensibilidade, fazê-lo sonhar e refletir. Quando  isso não ocorre ele se desinteressará pela leitura. Afinal, qual é a graça em largar uma atividade estimulante e se aquietar para ouvir ou ler alguma coisa, se esta não lhe desperta a curiosidade?

Nos créditos finais do livro Marina diz que “olho ao redor e só vejo histórias” e mais uma vez concordo com ela. Mas é preciso treinar o olhar para as perceber e depois saber contá-las. Não é tarefa fácil, e é aí que entra o talento de Marina Colasanti.

Quem diria que um episódio cotidiano tão banal – como a descoberta de um ninho com dois frágeis pombinhos – daria uma história tão bonita onde se lê “Naquele espaço ainda cheio de penumbra e cheiro de sol guardado…”

“Cheiro de sol guardado”, quando dei por mim tinha parado a leitura e tentava imaginar que tipo de cheiro seria esse. Provavelmente algo gostoso, acolhedor, morno…

Breve história de um pequeno amor narra os cuidados da autora para salvar o passarinho sobrevivente. Cuidados de quem se preocupa e, por vezes, se sente insegura se está agindo certo ou não; de quem está atenta às mudanças e se orgulha das conquistas; enfim, cuidados de quem sabe amar.

 

  • Breve história de um pequeno amor

Marina Colasanti

Rebeca Luciani (ilustrações)

Editora FTC

R$ 37,70

Indicado para leitores com mais de 10 anos

Um presente fora de época

Valores-para-viver

Não é aniversário de ninguém e o Natal ainda está distante, mas Valores para Viver é um livro que eu gostaria de dar de presente para vários amigos.

Nele foram reunidos contos, crônicas e poesias escritos por 40 autores brasileiros contemporâneos ou não. Os textos abordam 10 valores escolhidos pelos organizadores do livro, entre os quais gratidão, humildade, lealdade e delicadeza.

Cada tema ou valor é escrito por autores como Adélia Prado, Antônio Torres, Fernando Sabino, Lya Luft, Lima Barreto entre muitos outros do mesmo quilate. Ao final de cada tópico pessoas reais relatam as próprias experiências de vida.

Nem todas as histórias são necessariamente edificantes, algumas, inclusive, falam da ausência desses valores éticos.

Outras poderiam ser enquadradas em outra categoria, afinal como separar o Amor da Lealdade?

O texto A babá de Adriana Falcão encontra-se dentro do tema Humildade, mas é tão maravilhoso que poderia perfeitamente estar naquele dedicado à Delicadeza.

Por sua vez, A ousadia é um salto com vara de Marina Colasanti enquadrado no tema Coragem ficaria perfeito no capitulo dedicado à Perseverança.

Apaixonei-me também pela crônica de Claudia Tajes que agradece à mãe já falecida por lhe deixar como herança uma velha cadela boxer. Mais não digo, esperando com isso estimular a curiosidade de quem me lê.

Os textos de Valores para Viver podem ser lidos e apreciados aleatoriamente. Quando terminei o meu livro estava bastante sublinhado.

 

 

Das Utopias

                Se as coisas são inatingíveis

                Ora... não é motivo para não querê-las…

                Que tristes os caminhos,

                Se não fora a presença distante das estrelas!

(Mário Quintana)

 

 

  • Valores para Viver – inspirações para refletir (2005)

Organização: Maria Isabel Borja e Márcio Vassallo

Editora Guarda-Chuva

R$ 29,90

%d blogueiros gostam disto: