Encontro no escuro

após-o-anoitecerLer o livro de um escritor que não se conhece é como marcar um encontro com um desconhecido. Pode dar tudo certo e ser apaixonante, pode-se querer uma segunda chance para conhecê-lo um pouquinho melhor, ou também pode ser completamente decepcionante.

Falaram maravilhas de Haruki Murakami – que ele era isto e aquilo, mas na minha frente sempre apareciam outras prioridades. Até que um dia, depois de muita insistência de uma amiga comecei a ler “Após o anoitecer”.

A leitura fluía de forma agradável, nada muito profundo ou complicado. Até que surgiu o primeiro “ruído” na nossa conversa. Quem era o homem embalado em plástico que aparecia na tela da televisão? De onde veio e para onde foi quando sumiu de vez? Afinal de contas, o que era mesmo que estava lendo??

No mundo real, outros personagens tiveram suas histórias lançadas ao ar como se fossem papel picado e fiquei sem saber onde caíram e que fim levaram, tudo muito asséptico e descartável.

Após o anoitecer” não me provocou nenhuma inquietação ou questionamento, nenhuma lembrança significativa e agradável.

Tratava-se, apenas, de mais um livro  a ser “esquecido” na sala de espera de um consultório médico ou no saguão de um aeroporto.

Com certeza não marcarei um novo encontro com esse escritor.

Após o anoitecer

Haruki Murakami

Editora Alfaguara

R$ 39,90

%d blogueiros gostam disto: