Tag “Ler é um presente”

tag-ler-e-um-presente

Recebi e agradeço o convite feito por Valéria, autora do blog 1 pedra no caminho, para participar de uma brincadeira em comemoração  ao seu centésimo post.

Partindo do princípio – com o qual assino embaixo – de que livro é o melhor presente, Valéria elaborou um questionário sobre os livros que ela ofereceria, e os que gostaria de receber.

Agora é a minha vez de responder ao LER É UM PRESENTE:

  1. “É só uma lembrancinha…” (Um livro curto ou com menos de 100 páginas que tenha me encantado)

Filomena Firmeza

Com Filomena Firmeza faço uma homenagem póstuma à maravilhosa Cosac Naify que elevou a qualidade editorial a um patamar difícil de ser ultrapassado. Com texto de Patrick Modiano, vencedor do prêmio Nobel de Literatura 2014 e ilustrações de Jean-Jacques Sempé, famoso ilustrador francês, este pequenino livro narra com delicadeza a infância de uma menina que usava óculos e queria ser bailarina.

  1. ”Não precisava!” (Um livro que amei ganhar de presente ou qual tipo de livro que mais gosto de ganhar)

Louca da Casa

Recentemente Patrícia E., uma amiga querida, comentou que havia recebido pelo Clube TAG Experiências Literárias A Louca da Casa de Rosa Montero. Num misto de entusiasmo e tristeza respondi que o lera emprestado há muito tempo e, quando decidi comprá-lo, o livro estava esgotado. Percebendo o meu desapontamento não é que, semanas depois, Patrícia me ofereceu o seu exemplar como presente de aniversário?  Não precisava… mas AMEI!

  1. A embalagem perfeita (Uma capa sensacional)

Embalagem perfeita

A embalagem de A Louca da Casa. Simplesmente perfeita.

  1. Presente dos deuses (Um livro que mudou minha vida)

Dois livros me marcaram profundamente. O primeiro foi O diário de Anne Frank, que me apresentou a uma realidade cruel bem diferente daquela que a minha infância protegida conhecia.

Dorian Gray

O segundo foi O retrato de Dorian Gray que li na adolescência. Simplesmente fiquei fascinada com a sofisticação amoral do romance.

  1. Surpresa! (Um livro que comecei a ler sem muitas expectativas e me conquistou)

Inveja

Os sete pecados – Inveja de Alexandre Carvalho, editado pela Leya. Leve e super informativo, uma leitura deliciosa.

  1. “É a sua cara!” (Uma narrativa ou personagem com os quais me identifico)

Definitivamente Interprete de Males, vencedor do Prêmio Pulitzer de ficção de 2000. Li, reli e continuo encantada com a prosa e os contos de Jhumpa Lahiri

O-Leitor

Ah! Não poderia esquecer O Leitor de Bernhard Schlink. Assim como o personagem masculino também sou ledora e advogada de formação.

  1. Presente de grego (Um livro que não era nada do que eu pensava e me decepcionou)

A verdade sobre O caso Harry Quebert de Joël Dicker. Começou muito bem, mas depois se perdeu.

  1. “Mais afortunado é dar do que receber…” (Um livro especial que dei de presente ou daria)

 

O Menino Enrolado

Posso aproveitar a oportunidade e divulgar o meu livro infantil O menino enrolado que acabou de ser publicado pela editora Caramurê? Como podem imaginar, ele é muito especial para mim e já o presenteei a vários amigos.

  1. “Pode trocar, se precisar!” (Um livro que você começou a ler, mas teve de parar: não deu para continuar!)

Na verdade foram dois livros incensados pelos críticos e leitores, mas que não consegui chegar nem à metade: A elegância do ouriço e A lebre com olhos de âmbar.

  1. Ainda na wish list… (Aproveitar o momento para dar aquela dica do que quero ganhar! 🙂 )

Noites de alface – Vanessa Barbara – Alfaguara (indicação do escritor Raphael Montes)

Aqui estão os sonhadores – Imbolo Mbue – Globo Livros

O perfume da folha de chá – Dinah Jefferies – Paralela

Ler e escrever no escuro: A literatura através da cegueira – Denise Schittine – Record

e… não dá para continuar, a lista é infinita!

Troquei o protetor solar por livros

pilha-de-livros-ii

Aguardo ansiosa a chegada do último encontro anual com as amigas que fiz e mantenho desde a época em que trabalhei numa faculdade baiana.

Cada vez que nos reunimos comemoramos não só as aniversariantes do mês, mas também os aniversários dos meses próximos.

Com antecedência, cada uma diz o que gostaria de receber e as outras se cotizam para oferecer um único presente. Adivinhem quem vai comemorar no próximo encontro? E adivinhem o que vai pedir?

Apesar de ter escolhido, não sei quais são os livros que receberei. Essa incógnita mantém a surpresa do presente, uma agradável e aguardada surpresa!

A lista está pronta e é bem eclética. Tem ganhadores de prêmio Nobel de Literatura, escritores africanos, europeus, americanos e um suspense psicológico.

Mas os autores brasileiros ficaram de fora?  Não. Na estante tenho O que os cegos estão sonhando?, de Noemi Jaffe e em breve chegará a encomenda de  Allegro ma non troppo, da escritora brasiliense Paulliny G Tort.

Os escolhidos deste ano são:

Os Pescadores – Chigozie Obioma / Globo Livros

Enclausurado – Ian McEwan / Cia das Letras

A guerra não tem rosto de mulher – Svetlana Aleksiévitch / Cia das Letras

Como ser as duas coisas – Ali Smith / Cia das Letras

Destinos e Fúrias – Lauren Groff / Intrínseca

Cinco Esquinas – Mário Vargas Llosa / Alfaguara

Um grão de trigo – Thiong’o, Ngugi Wa /Alfaguara

Nem tudo será esquecido – Wendy Walker / Planeta

A livraria mágica de Paris – Nina George – Record

E qualquer outro de Elena Ferrante que não faça parte da série Napolitana. É difícil de acreditar, mas tenho uma cunhada tão especial e generosa que trouxe de Portugal os quatro (eu disse os quatro!) livros que compõem a coleção. Dá para imaginar o peso e espaço que ocuparam na mala?

Graças às aquisições que faço e aos presentes que recebo, tenho um estoque considerável de leitura para enfrentar o calor de Salvador. Neste verão acho que vou economizar no protetor solar.

%d blogueiros gostam disto: