Nem tudo será esquecido

nem-tudo-sera-esquecidoDecidi ler Nem tudo será esquecido de Wendy Walker quando soube que os direitos autorais haviam sido comprados pela atriz e produtora cinematográfica Reese Witherspoon. Ela costuma ter um bom “faro” para escolher histórias que se adaptarão bem na tela de cinema.

Foi o que aconteceu com Garota Exemplar de Gillian Flynn e Livre: a jornada de uma mulher em busca do recomeço, escrito por Cheryl Strayed. Inclusive, no último caso, gostei mais da versão cinematográfica do que o próprio livro. Quem sabe ela não acerta de novo?

Por enquanto o elenco e a direção do filme não foram escolhidos. Tento imaginar quem representará o psiquiatra Allan Forrester, narrador e figura central deste suspense psicológico.

O médico é chamado para ajudar uma jovem a resgatar a lembrança de um acontecimento violento, depois que ela tenta tirar a própria vida. O psiquiatra está a par de um novo tratamento  aplicado em veteranos de guerra, que apaga os fatos traumatizantes por que passaram.

Com o intuito de proteger a filha, os pais autorizam que ela faça parte desse mesmo experimento. No entanto o resultado não é o esperado. A jovem não lembra o que lhe aconteceu, mas uma angústia inexplicável permanece, e a impede de retomar a vida normal.

À medida que a trama avança, a linha divisória que separa os bonzinhos dos suspeitos se dilui. Todos têm segredos inconfessáveis, inclusive a mãe da adolescente e o médico que tenta salvá-la.  Se uma memória for apagada, outra pode ser criada e manipulada? Quais serão as conseqüências?

A autora consegue manter o leitor interessado até o fim, mas, por mais perspicaz que seja, nada o preparará para o final surpreendente de Nem Tudo Será Esquecido. Pode acreditar em mim.

X-X-X

Escrevi este post no domingo e, coincidentemente no mesmo dia, li que Reese Witherspoon comprou os direitos de outro livro. Desta vez, transformou-o em uma mini série para a televisão. Trata-se de “Pequenas Grandes Mentiras” da escritora australiana Liane Moriarty. O diretor é Jean-Marc Vallée, o mesmo que a dirigiu em Livre. Nos papéis principais, além dela, atuam Nicole Kidman e Laura Dern.  A mini série acaba de estrear no canal HBO e tem tudo para ser um grande sucesso.

 

  • Nem tudo será esquecido

Wendy Walker

Editora Planeta

R$ 36,90

E-Book R$ 25,83

Leituras de Verão

Inhotim-MG

Mês passado saiu na capa do jornal O Globo a seguinte notícia: Estudo inédito do IBGE mostra que leitura ocupa só 6 minutos do dia dos brasileiros, nos EUA são 31 minutos.

Nos dias subsequentes aguardei uma enxurrada de cartas escritas por leitores indignados, mas infelizmente se chegaram não vi, nem li nenhuma. Acho que mais ninguém se espanta. Afinal, com tantos problemas mais sérios essa informação provavelmente é irrelevante e redundante.

Nesse meio tempo recebi de uma amiga, que trouxera de viagem e a guardara pensando em mim, uma revista Time do mês de julho.

Folheando-a encontrei seis páginas com indicações de leituras para serem desfrutadas nas férias de verão.

A matéria apresentava novos autores, que por sua vez diziam quais livros tinham sido significativos em suas vidas; personalidades de diversas áreas contavam o que estavam lendo ou pretendiam ler durante as férias; uma linha do tempo mostrava os livros que haviam feito sucesso em verões passados.

Enfim, uma infinidade de sugestões para todos os gostos. Desde clássicos como Guerra e Paz e Por quem os sinos dobram; passando por autores contemporâneos como Jhumpa Lahiri e seu maravilhoso livro de contos, Interprete de Males (infelizmente esgotado no Brasil); até best sellers como O Código da Vinci, A menina que brincava com fogo, e o mais vendido no ano de 2012: Garota Exemplar.

Lembro quando O código da Vinci foi lançado no Brasil e o comecei a ler bastante empolgada, sendo que lá pela metade do livro achei tudo muito sem graça, e assim que terminei a leitura desfiz-me dele o mais rápido possível. Nunca mais li nada de Dan Brown. *

Quanto à trilogia de Stieg Larsson a história foi bem diferente. Como não foi publicada toda de uma só vez recordo que li os dois primeiros livros bem devagar, de modo a desfrutá-los bastante, de tal forma que o tempo decorrido entre um e outro fosse o menor possível. Esses não foram descartados e ocupam um merecido espaço na estante.

Garota ExemplarNessa montanha russa de “boas” e “más” leituras resolvi conhecer aquele que ano passado foi o sucesso de verão nos EUA, o livro Garota Exemplar.

Definiria o livro como um irresistível junk food. Ambos devem ser consumidos com moderação, mas quando se leem as primeiras páginas ou se dá a primeira mordida, são viciantes e só se consegue parar quando terminam.

Férias existem para fazer o não convencional, dar um pulo fora da rotina cotidiana. Se vão ser utilizadas para ler aquele clássico que nunca se tem tempo ou mergulhar de cabeça no best seller descartável, elas estão aí para isso mesmo. O que importa é ler o que se tem vontade, simplesmente ler, e para isso as férias, sejam elas de Verão ou não, são perfeitas!!!

* apesar de ainda estarmos em setembro “Inferno” de Dan Brown já é considerado nos EUA o best-seller de 2013, tendo vendido desde seu lançamento em maio 1,2 milhões de cópias.

  • Garota Exemplar 

Gillian Flynn

Editora Intrínseca

R$ 39,90

e-book

R$ 24,90

%d blogueiros gostam disto: