Concurso Literário aqui vamos nós!

Mesa de trabalho da ilustradora Rebeca Silva

Mesa de trabalho da ilustradora Rebeca Silva

Os tempos sempre foram bicudos para os novos escritores e o autor precisa encontrar alternativas às editoras que educadamente se recusam a publicar ou simplesmente ignoram os textos recebidos. Uma opção para escapar a esse funil apertadíssimo são os concursos literários.

Em breve vou colocar no correio uma história infantil cujo título original era Os periquitos da Vovó. Entretanto, modifiquei-o porque fui alertada do duplo sentido do título, que ingenuamente não percebi.

A segunda alteração foi no final do texto, quando a mãe chega com muita pressa para pegar a filha na casa da avó. O motivo inicial de sua afobação era por ter deixado o carro mal estacionado. Receosa de que os jurados pudessem achar que estava incentivando uma prática nada recomendável, acabei trocando por uma banal ida à lavanderia para buscar uma roupa.

Também fui advertida que o tema poderia incomodar algumas pessoas mais sensíveis por falar da venda de animais e sua manutenção em cativeiro. Já não bastasse a luta interna que travo contra a insegurança, ainda preciso me preocupar com os censores externos. Mas quanto ao enredo da história bati pé firme e não cedi um milímetro, ou era do meu jeito ou nada feito!

A categoria do concurso na qual me inscrevi é livro infantil ilustrado. Como Flávia Bomfim, a ilustradora do meu primeiro livro, estava assoberbada de trabalho e viajando muito, indicou-me Rebeca Silva, uma jovem ilustradora baiana.

Sem nunca nos termos visto, marcamos o nosso primeiro encontro dentro de uma livraria. Ela confundiu os horários e chegou quase uma hora depois. Mesmo assim, me encantei com seu jeito suave e gentil.

Voltamos a nos ver mais uma vez. Ela me mostrou o esboço dos três personagens e fiquei tão satisfeita que não quis que me mostrasse mais nada. Minha confiança em seu trabalho é total e quero ser surpreendida quando me entregar as ilustrações que irão acompanhar o texto.

Se ganharmos o concurso dividiremos o prêmio meio a meio: quinhentos exemplares para cada uma. Se perdermos, já temos um livro muito lindo, prontinho para mostrar às editoras.

4 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Andrea Hollnagel de Araújo
    mar 08, 2016 @ 09:07:32

    Difícil é escrever em tempos de políticamente correto! Adorei os periquitos e a transgressão da motorista! Tenho certeza que as crianças prefeririam, também, a versão original! Antes a delicada associação à assepsia nas publicações infantis no absurdo contraponto com a pornografia televisiva em horário de criança acordada. Vai entender! Mas você fará bem feito, tenho certeza!

    Responder

  2. Celina
    mar 09, 2016 @ 07:41:10

    Desde já na torcida pelos Periquitos! Em tempos politicamente corretos, coitadinhas das nossas crianças, nada de duplo sentido…
    Autora muito querida, não ceda nem mais um milímetro, que o seu jeito é delicioso!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: