Do Canadá à Bíblia

a-mulher-que-escreveu-a-biblia2Recentemente encontrei uma amiga que não via há algum tempo. Como sempre acontece, depois de contarmos o que cada uma fizera ultimamente, começamos a falar sobre os filhos.

Orgulhosa, comentou que seu único filho estava fazendo um curso no Canadá.

Perguntei brincando se estava sofrendo a síndrome do ninho vazio.  Ela, sorridente, afirmou que estava longe de sofrer desse mal. Primeiro porque tudo ia bem, tanto na vida profissional quanto na amorosa. Segundo porque, apesar da distância e das saudades, estava mais tranquila com ele morando fora do país. Aqui, toda a vez que o filho demorava um pouco mais a chegar a casa, preocupava-se que tivesse sofrido um assalto ou um acidente de carro. Lá, ele andava de transporte público seguro, a violência era praticamente nula, estava ganhando fluência numa língua estrangeira e aprimorando o currículo profissional. Que mais poderia uma mãe desejar? Se as saudades fossem o preço a pagar, ela o pagaria de bom grado.

É curioso como nossas mentes funcionam e fazem digressões inexplicáveis. Só sei que o comentário de minha amiga fez-me lembrar da passagem bíblica em que o rei Salomão demonstrou sabedoria ao decidir quem seria a verdadeira mãe de um bebê disputado por duas mulheres.

É claro que são histórias com finais bem diferentes, mas ambas falam de escolhas feitas em prol da sobrevivência de quem se ama.

Mas o devaneio não parou por aí. Mulheres, Bíblia… Onde estaria aquele livro que li há mais de dez anos e me agradou bastante?  “A mulher que escreveu a Bíblia”, de Moacyr Scliar.

Procurei nas estantes e nada. Mais um que não sobreviveu à limpeza que fiz quando me mudei para o novo apartamento.

Claro que não me lembro dos detalhes, mas recordo que era uma história muito engraçada narrada por uma mulher muito feia e inteligente que, diferentemente de suas congêneres, sabia ler e escrever.

Infelizmente o livro está esgotado na editora. Só mesmo procurando em sebos ou no site Estante Virtual. No entanto, é bom saber que sempre posso comprá-lo na forma de e-book. Incrível como tem gente que ainda menospreza a leitura digital! Obrigada Michael Stern Hart*!

 

*Fundador do projeto Gutenberg o mais antigo produtor de livros eletrônicos do mundo que iniciou a digitalização de livros de domínio público para oferecê-los gratuitamente.

 

  • A mulher que escreveu a Bíblia

Moacyr Scliar

Editora Companhia das Letras

E-Book R$ 19,00

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Celina
    set 30, 2015 @ 06:43:05

    Fagulha sempre oportuna comenta sobre e-book e leitura digital,
    exatamente quando eu baixava o aplicativo Kindle para Ipad!

    Responder

  2. fagulhadeideias
    out 08, 2015 @ 17:34:16

    Vai ser uma revolução na sua vida! Depois me conte suas impressões sobre esse novo método de leitura.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: