A Dona da História

A-dona-da-históriaPor muito tempo segui o costume de minha mãe que munida de tesoura e cola bastão recortava das revistas e jornais tudo o que lhe interessava, para depois colar num caderno.

Domingo passado decidi fazer uma limpeza em algumas pastas repletas com recortes de crônicas, receitas e resenhas de livros que planejava ler um dia. Não mexia nelas há séculos e consegui encher duas cestas de lixo.

Nesse processo, de separar o que valia a pena guardar, encontrei um artigo do psicanalista Contardo Calligaris, datado de 21 de outubro de 2004, falando de A Dona da História.

Não lembro se o guardei como lembrete para assistir ao filme ou porque o artigo defendia uma ideia que me agrada: a valorização das escolhas que fazemos durante a vida, independentemente de serem glamourosas ou não.

Se soubermos atribuir à nossa vida a qualidade de uma história, reconheceremos sua dignidade.*

Pois bem, foi com um atraso de mais de dez anos que assisti ao filme na internet.  Durante 87 minutos deliciei-me com as interpretações de Marieta Severo, Antonio Fagundes, Débora Falabella e Rodrigo Santoro.

A Dona da História retrata os questionamentos de uma mulher casada há trinta anos com o primeiro namorado. A ela é dada a oportunidade de dialogar com o seu eu mais jovem, e descobrir se tomou a decisão correta quando abriu mão de seus sonhos para se casar com o grande amor de sua vida.

Por que escolhemos ir por um caminho e não por outro? Nossas escolhas, certas ou não, merecem ser valorizadas. São elas que nos fazem ser quem somos e estar onde estamos.

A Dona da História é um filme inteligente e sensível. Nunca é tarde para fazer um brinde às mil e uma possibilidades contidas em uma única vida.

 

* Contardo Calligaris / Folha de S.Paulo – 21 de outubro 2004

Assista ao filme:

http://www.filmesonlinegratis.net/assistir-a-dona-da-historia-nacional-online.html

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Celina
    set 23, 2015 @ 08:14:54

    A nossa Fagulha é muito variada, incrível, obrigada por ter resgatado o filme
    A Dona da História, bem na época dos meus 30 de casada..

    Responder

  2. fagulhadeideias
    set 23, 2015 @ 08:49:35

    Completar 30 anos de casada nos tempos atuais não é pra qualquer um. Parabéns minha amiga, aproveite bastante os frutos dessa longa jornada.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: