Paixões & Vampiros

de-paixoes-e-de-vampirosTenho a impressão que minha sede de leitura só será saciada no dia em que conseguir apagar um incêndio de grandes proporções usando apenas um balde de água. Duas situações muito difíceis de acontecer, visto que leituras pedem novas leituras assim como labaredas se alimentam de mais labaredas.

Os amigos conhecem a minha paixão e, quando não indicam, me emprestam os livros que gostaram de ler. Foi assim que cheguei até ao escritor baiano Ruy Espinheira Filho e seu livro  “De paixões e de vampiros, uma história do tempo da era”.

Trata-se de um romance dividido em capítulos curtos que se lê com muito prazer.

“Causos” de uma época antiga quando o autor, ainda estudante, vivia numa cidadezinha do interior e arrumou um emprego não remunerado de jornalista, que serviria de treino para se tornar escritor.

A maioria das histórias é engraçada, como a do maluco que corria por toda a cidade dizendo ser um jipe e se paramentava de pára-choque, farol e buzina; ou do vereador que, ao final de cada discurso que proferia, era carregado nos braços da platéia e jogado em um local nada convencional.

Outras são um tanto melancólicas, até mesmo macabras. Como a do mendigo que fazia questão de estar sempre limpo e um dia afogou a sombra que sempre o acompanhava. Ou da dona da pensão que mitigava as saudades do único filho falecido há muito tempo, limpando e polindo de tempos em tempos os ossos do rapaz.

Histórias que falam de paixões e de vampiros podem ser de outras eras, mas continuam atuais e são sempre apreciadas.

Aos amigos que dividem comigo suas leituras e autores favoritos, o meu muito obrigada!

 

  • De paixões e de vampiros – uma história do tempo da era (2008)

Ruy Espinheira Filho

Editora Bertrand Brasil

R$ 45,00

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Teca Rizério
    maio 30, 2015 @ 14:26:16

    Que bom que gosta de Ruy Espinheira Filho. É um dos meus escritores baianos vivos preferido, junto com Antônio Torres. Se gostou de De Paixões e de Vampiros vai amar Um Rio Corre na Lua, prosa também, e o de poesias Sob o Céu de Samarcanda, um dos melhores dele já publicados. Tem também o conjunto de sua poesia desde 1966 até 2010, Estação Infinita e outras estações pela Bertrand Brasil. Boa leitura. Também aceito indicações apesar de ter vários na fila de espera. 😉

    Responder

  2. fagulhadeideias
    maio 31, 2015 @ 18:53:54

    Oi Teca, padecemos do mesmo problema. Uma pilha interminável de livros para ler e outros tantos para comprar. 🙂

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: