A possibilidade de tudo

Minha filha. Ela seria alegre, riria com facilidade e com frequência, perdoaria rapidamente e sempre se lembraria do final das piadas. (…) Ela seria aquela para quem tudo daria certo.

possibilidade de tudo

Moro num país multi religioso, no qual as religiões coexistem sem muitos embates e eventualmente se entrelaçam. Onde não é de todo incomum encontrar alguém que estabelece uma ligação com o sagrado, pinçando algo daqui e acrescentando algo dali.

Isso já não é tão comum nos EUA, e apesar da autora de A possibilidade de tudo morar no progressista e liberado estado da Califórnia fiquei impressionada com sua coragem em jogar para o alto todas as seguranças e procurar a ajuda de um curandeiro, num pais estrangeiro – bem no meio da floresta do Belize, para curar sua única filhinha de três anos.

E é exatamente isso que Hope Edelman faz, depois de esgotar todos os métodos tradicionais de tratamento que poderiam salvar a filha da influência nefasta de um amigo imaginário.

Corajosamente a autora revela vulnerabilidades, descrenças e temores e compartilha sua jornada, tanto física quanto interior, que a levará a descobrir o que é realmente importante e no que vale a pena acreditar, mesmo que para isso tenha de admitir a existência de forças maiores e inexplicáveis.

A possibilidade de tudo

Hope Edelman

Editora Record

R$ 49,90

6 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Mariana
    jan 15, 2013 @ 12:17:57

    Olá, Paula!
    Adorei a indicação do livro e do seu texto, principalmente quando descreve o nosso sincretismo religioso (essa salada de crenças que envolve o povo da Bahia). Vou procurar o livro para presentear uma amiga.
    Beijo.

    Responder

  2. Jusciney Carvalho
    jan 15, 2013 @ 17:03:34

    Paula, que narrativa forte! Me parece ser uma obra autobiográfica que no mínimo merece respeito e admiração pela história de vida da autora. Beijo!!!

    Responder

    • fagulhadeideias
      jan 15, 2013 @ 17:32:32

      Ju, A narrativa é verídica sim. “essas memórias da viagem emocional da família, escritas com delicadeza e profundamente comoventes, descrevem o que ela e o marido foram procurar na floresta e o que descobriram – como pais, companheiros e pessoas comuns” Beijo

      Responder

  3. Luisa
    jan 15, 2013 @ 17:55:56

    Gostei! Vou procurar esse livro aqui, parece bem interessante. Depois lhe conto.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: