O pote mágico

Sei o nome do vizinho, do irmão malvado do vizinho, de seus amigos, mas não do menino que nos conta a história.

Menino mora numa favela da cidade de São Paulo, e deve ter quase 9 anos. Brinca com seus amigos de soltar capucheta (a prima pobre da pipa), de pega-pega e de esconde-esconde.

Quando tem de enfrentar um perigo, coloca a máscara do Batman, agarra na espada do Zorro e parte prá ação.

Menino é curioso, e mais ainda ficou, quando soube do Pote Mágico do vizinho. O que teria dentro dele?

Disseram-lhe que é uma massinha azul, meio transparente, muito linda, que faz bolinhas de gude, mas ele precisa ver com os próprios olhos.

Não vai ser fácil, se quiser ver, vai ter que pagar. Como conseguir dinheiro?

Menino faz um pouco de tudo. Cata papelão, latas velhas, livros jogados no lixo e leva para o dono do ferro-velho, que usa um chapéu de cowboy; vai com um amigo até o centro da cidade, e toma conta do carro de uma senhora que foi fazer compras no supermercado; tenta vender os  gibis de que tanto gosta…

Finamente consegue os R$ 5,00 necessários para poder olhar dentro do Pote Mágico! Corre para a casa do vizinho e aí… Ah, aí é outra história!

Não sei se gostei mais da história contada por Ferréz, escritor paulista, ou das lindas ilustrações feitos por Rodrigo Abrahim, com lápis, guache e tinta acrílica.

No entanto, tenho uma certeza: Que sorte, se puder ler este livro para seu filho, sobrinho, neto… ou para qualquer criança que sentar ao seu lado. Você não vai se arrepender.

O pote mágico

Ferréz / Rodrigo Abrahim

Editora Planeta Infantil

R$ 29,90

4 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Suzana Bastos
    ago 24, 2012 @ 10:36:05

    Este livro � excelente. Como diz Luc Ferry, � o que temos que ler para as crian�as, nada de fada malvada, e de pr�ncipes que surgem do nada, s� fantasiam a mente e esperam no futuro o seu que n�o chega. A Decep��o, o desprezo a si mesma, e outras fantasias que surgem Em 1903/1990-Bettlheim j� afirmava que poderia ler a mitologia grega, j� tem para as crian�as.Aquela ang�stia criada e alimentada no adulto por perda n�o � patol�gica, como dizia Freud. Existe, sim, a ang�stia metaf�sica, que psican�lise n�o cura, mas ensina o seu caminho, mas a ang�stia n�o sai, permanece. Viu como � dif�cil orientar a leitura para cria�as?

    Responder

  2. fagulhadeideias
    ago 24, 2012 @ 12:22:06

    Suzana, obrigada por seu comentário. Só sei indicar o que gostaria de ter lido quando criança. Beijo

    Responder

  3. Jusciney Carvalho
    set 04, 2012 @ 18:56:38

    Vou tentar encontrá-lo, para ler para o meu sobrinho Lucas, de quatro aninhos… uma dica maravilhosa para o dia das crianças!! Beijo!

    Responder

    • fagulhadeideias
      set 05, 2012 @ 17:42:56

      Comprei o meu na Livraria Cultura. Dê uma olhada também nos que indico no post “gosto de uma bobagem”. Beijo Ju.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: